quinta-feira, 23 de junho de 2011

Luna TsukiMoon


Os sentimentos de um ser humano na perda de um animalzinho de estimação são incompreensíveis.  Não temos a capacidade de entender a dor, é simplesmente inigualável.
Não me lembro de comparações para a dor que estou sentindo com a morte da Luna. Ela sempre interagiu comigo, nos parecíamos. Éramos gordinhas, tínhamos problemas respiratórios, dóceis e quando necessário, bravas.
Só tenho a dizer a falta que ela me fará, afinal ganhei ela no meu aniversário de 16 anos. E por assim dizer, esta menininha passou comigo as melhores épocas de minha vida, a adolescência, o fim dela e a minha vida adulta. Compartilhávamos segredos. Sim, a Luna sabia de coisas que não me atrevo a contar a mais ninguém. Sei que a espiritualidade no reino animal é apenas um fluxo, o que me deixa com o coração mais quebrado, pois sei que ela não tem lembranças de mim. Mas eu tenho dela, e vou levar para o resto de minha vida.
Luna, mesmo eu me declarando a você todos os dias (até o seus últimos momentos), quero deixar registrado aqui o meu amor por você. Tenho certeza que um dia nos encontraremos novamente (não sei exatamente como), afinal somos uma. Você foi incrível, e em seus 9 anos, pude aprender muito. Espero que tenha uma passagem Magnífica, e já esteja encarnada para fazer outra pessoa feliz, assim como me fez. Eu simplesmente te amo muito, minha Pêtinha!
*  25/04/2002
-|-  22/06/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário