terça-feira, 20 de novembro de 2012

20 de Novembro – Dia da Consciência Negra


Esse é um feriado que divide opiniões. Uns acreditam que a existência do feriado mantém o preconceito racial uma vez que todos devem ser iguais, outros apoiam já que é necessário termos um dia para refletir sobre tudo o que os negros passaram e passam.
Eu não sei, não sou socióloga e nem especialista nesse assunto, afinal vivo num mundo em que sou considerada “parda”, ou seja, nem branca nem negra... O que é ser parda, gente? O Café com leite?
Vivemos num mundo preconceituoso, onde ter Um dia no Ano nomeado de “Consciência Negra” não mudará jamais. Qual significado tem isso? Ver gente criticando o feriado, mas usufruindo dele na Praia. Ver gente apoiando o feriado e o banimento do preconceito, mas não aceitando que seu filho (a) se case com um afrodescendente.  Aliás, o termo afrodescendente me irrita... porque não posso chamar uma pessoa de Negra? (Porque o feriado pode ter esse nome então?) Já que podem me chamar de Parda, posso chamar um Branco de Branco, um Japonês de Japonês... imagina se meu colega de olho puxado não gostasse de ser tratado assim, como eu deveria chama-lo? De Japonesdescente? Ridículo isso.

Mais ridículo que isso, são as Cotas nas Universidades, ser negro não recrimina que ele seja capaz ou não de passar em um Vestibular. O Q.I. de um negro é diferente de um Q.I. de um branco?  Sou a favor de cotas para aqueles que NUNCA tiveram a oportunidade de estudar numa escola particular, ou pagar um cursinho preparatório. Esses sim sejam brancos, negros, japoneses, pardos... Merecem ganhar esta chance.
É complicado, fico completamente em cima do muro. O que tenho certeza é que pelo menos enquanto eu viver, o racismo será algo, uma doença incurável.  E nem com centenas de feriados isso irá mudar. E nem com centenas de carreatas, discursos... nada irá mudar.
A gente tem que ser responsável pelo o que nós mesmos Pensamos. Eu sou responsável pela minha consciência e por saber o quanto os Negros, ou qualquer outro ser humano merece respeito. Na minha Consciência eu mando, independente que tenha um feriado para isso...



Nenhum comentário:

Postar um comentário